domingo, 1 de março de 2015

março começa com chuvas em Barroquinha e região prevê inmet

O mês de março já começou com chuvas em Barroquinha, Chaval, Camocim granja e Martinópole, Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), neste domingo (1º), as chuvas devem atingir, principalmente, as regiões norte e noroeste do estado do ceará.

Apesar das chuvas, há probabilidade de as temperaturas voltarem a subir em todo o estado, segundo o Inmet.

Na capital cearense as temperaturas devem oscilar entre 19°C e 32°C. O dia deve começar nublado e podem ocorrer chuvas. No período da tarde e da noite, a previsão é de tempo fechado.

Em Barroquinha, a mínima deve ser 20°C e a máxima de 26°C. Martinópole deve registrar temperaturas entre 21°C e 36°C. Em chaval, os termômetros variam de 18°C a 32°C

Reforma política entra esta semana na pauta do Senado

Os primeiros pontos deverão ser, segundo o presidente da Casa, desincompatibilização no Executivo para reeleição e voto proporcional para cidades com mais de 200 mil habitantes. Partidos encaminharão outros temas
Renan Calheiros (c):
O Senado começará a votar propostas de mudanças no sistema político a partir desta semana. Entre os pontos prioritários da pauta estão temas como a desincompatibilização dos cargos do Executivo para candidaturas à reeleição e o fim do voto proporcional para vereadores e deputados em cidades com mais de 200 mil habitantes.

A decisão foi tomada durante reunião de líderes e anunciada pelo presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB), um dia após a Casa promover uma sessão temática sobre a reforma política. “Eu vou receber as indicações dos partidos”, disse o presidente, sobre outros assuntos que também entrarão no pacote de debates.
 
O presidente do Senado observou que não há consenso sobre os temas, mas enfatizou que é importante dar o primeiro passo e iniciar as votações das propostas.
 
“Quando não há consenso, o Parlamento delibera, vota. Se nós não reformarmos a política, nós seremos todos reformados”, disse Renan Calheiros.
 
Renan lembrou que o Senado aprovou há mais de uma década uma reforma política profunda que, incluía desde voto facultativo até definições claras sobre financiamento de campanhas, mas que “a proposta não andou na Câmara”.
Um dos temas políticos mais controversos do Congresso Nacional, a reforma política é argumento recorrente de dirigentes do PT, ao comentarem ou se defenderem de desmandos no governo. 
 
O partido da presidente Dilma Rousseff - do qual o presidente do Senado é aliado de primeira hora -, defende, embora sem unanimidade, uma reforma política que mude o eixo de financiamento de campanas eleitorais.
 
Para a maioria dos petistas, o modelo de financiamento ideal teria larga participação de recursos públicos. O mecanismo afastaria ou eliminaria a presença de verbas privadas bancando campanhas. 

Área socialO Plenário do Senado aprovou o desarquivamento de duas propostas para a área social. Uma que concede seguro-desemprego a pequenos produtores vítimas de calamidades, e outra que permite a inclusão de estudantes de cooperativas no ProUni. Ambas foram engavetados no fim do ano passado por decurso de prazo. (com agências de notícias)

Prontos para a batalha

Base aliada e adversários já empunham armas numa estratégia que precisa reunir ataque e defesa. No centro de tudo, um elemento que move Brasília e exige concentração de muita energia: a busca pelo poder.


Imagine um cabo de guerra. De um lado, aflitos membros da base aliada; do outro, oposicionistas de peso com sangue nos olhos. No centro, uma crise que ameaça a governabilidade e o próprio futuro do País. Fora do âmbito institucional, um movimento pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) ganha corpo e divide opiniões. Tudo alimentado pelas sucessivas denúncias de corrupção na Petrobras, baixos índices de crescimento da economia e antipáticas medidas de ajuste fiscal. Em jogo, a continuidade de um projeto de poder iniciado em 2003 ou a construção de firmes alicerces para a chegada de um novo grupo ao comando do Palácio do Planalto.

Diante desse cenário caótico, governistas e seus adversários já empunham armas para uma dura disputa que deve se prolongar pelos próximos anos. Combalida e vendo seu capital político escorrer pelas mãos, a gestão petista ensaia uma reação. Nomes da primeira linha do partido e alguns apoiadores do atual projeto caíram em campo para tentar tirar o governo do momento grave em que se encontra. Já a oposição não dá um minuto de trégua. Após doze anos longe do Executivo, PSDB e companhia enxergam uma real possibilidade de retorno ao posto mais importante da nação, beneficiados, sobretudo, pelos episódios que desgastam a administração federal e provocam ampla insatisfação popular. Nos dois lados do front, estratégias que reúnem ações de ataque e defesa.

A primeira fase da batalha possui como pano de fundo a crise na Petrobras, que teve uma terceira CPI instalada na Câmara na última quinta-feira, 26. Enquanto aliados tentam vincular o início da onda de supostos desvios à era FHC, a oposição trabalha para provar que figuras do núcleo duro do governo e do PT têm relação direta com o esquema apresentado pela Operação Lava Jato.

Se, no Congresso, o plano anticrise é tocado por nomes como José Guimarães (líder do governo na Câmara), Aloizio Mercadante (ministro-chefe da Casa Civil) e Michel Temer (vice-presidente da República), fora dele o comandante da tropa é o ex-presidente Lula. Com a possibilidade de ser o candidato do PT para a sucessão de Dilma, ele acaba se tornando personagem central do atual cenário político. Um eventual sucesso daqui a quatro anos depende diretamente da salvação do mandato petista. Ciente das dificuldades que irá encontrar pela frente, o ex-metalúrgico mobiliza movimentos de esquerda do País e manda um recado aos adversários: “Se querem guerra, eu sei lutar também”. A declaração foi dada durante recente ato em defesa da Petrobras, no Rio de Janeiro.

Mas não é só com provocações que se alça uma gestão do atoleiro. Outras iniciativas integram o arsenal governista. Caberá à presidente Dilma, por exemplo, rodar o País na tentativa de defender sua administração e recuperar popularidade. A Aloizio Mercadante, foi dada a tarefa de acelerar programas e obras, tentando evitar que os entraves na política e na economia paralisem o governo. Para o deputado José Guimarães, a missão - compartilhada com Lula - de reunificar a base aliada, principalmente a bancada do PMDB na Câmara, além de ajudar a criar uma agenda positiva de votações que inclui a reforma política e a revisão do pacto federativo.

Pessimismo
Nas trincheiras da oposição, a aposta é de que a atual crise só tende a se aprofundar. Todos esperam que as investigações tanto da nova CPI da Petrobras como da Operação Lava Jato minem o que ainda resta de pé na estrutura governista, fragilizando o PT para as disputas de 2016 e 2018. As eleições municipais, ressalte-se, serão cruciais para a próxima corrida presidencial, pois podem garantir redutos eleitorais importantes. 

A performance de cada força política sinalizará o potencial de cada uma na sucessão da presidente Dilma. 

Seguidas vezes, seja nas redes sociais - onde tem milhões de seguidores -, seja em plenário ou entrevistas coletivas, o senador Aécio Neves tem se colocado como porta-voz da oposição ao destacar as contradições da presidente quando comparados os discursos eleitorais de 2014 e o atual. A ideia é permanecer com a estratégia, colocando em xeque a credibilidade de Dilma. Sempre em evidência, o ex-governador tucano segue estratégia oposta à dos anos que antecederam a última disputa presidencial, quando poucas vezes apareceu para criticar a gestão petista. Postura que lhe rendeu dificuldades na campanha e por pouco não o tirou do 2º turno. O atual momento favorece a atuação de Aécio, que precisa, obviamente, não só surfar na maré de fatos negativos contra o governo, mas também elaborar uma plataforma inovadora para os desafios que se impõem. Afinal, não se pode subestimar a capacidade de recuperação do PT. Basta lembrar-se do que aconteceu em 2005, durante o escândalo do mensalão. Da ameaça de impeachment, Lula partiu para uma vitória em 2º turno e viu sua popularidade subir às alturas.

NÚMEROS

40 mil
pessoas confirmaram, via Facebook, presença no ato pró-impeachment de Dilma, às 10h do dia 15/3, na Praça Portugal

2,1 bi
de reais teriam sido desviados da Petrobras no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, segundo o MPF

Cunha admite rever pacote de bondades na Câmara Federa

Eduardo Cunha estima que cerca de 80% dos deputados não utilizarão o benefício, a começar por ele próprio
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, admite que a Mesa Diretora pode rever a permissão para compra de passagens aéreas para cônjuges dos parlamentares. “Não vejo nada demais (com a medida). Mas se a Mesa quiser rever, é um direito dela. Na próxima reunião ela que trate. Não tem problema nenhum da minha parte”, afirmou Cunha. A medida permitindo a compra foi decidida em reunião na última quarta-feira, dia 25 de fevereiro.
Eduardo Cunha lembrou que a regra que valia até 2009 abria a possibilidade de uso de passagens aéreas por filhos, amigos e correligionários. Depois a regra mudou por causa de denúncias de uso indevido da verba.

Agora a regra ficou restrita aos cônjuges e é a mesma usada pelo Itamaraty para a concessão de passaporte diplomático: a comprovação do casamento ou de união estável reconhecida em cartório. texto
 
Em defesa
Um dia após ter autorizado o aumento das verbas para uso parlamentar e ter concedido o direito a cônjuges de parlamentares fazerem parte das cotas de passagem aérea, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, defendeu a iniciativa pois, segundo ele, torna as normas mais rigorosas. Ele lembrou que a regra que valia até 2009 abria a possibilidade de uso de passagens aéreas por filhos, amigos e correligionários. Agora, a regra ficou restrita aos cônjuges e é a mesma usada pelo Itamarati para a concessão de passaporte diplomático: a comprovação do casamento ou de união estável reconhecida em cartório:

Eduardo Cunha nega que a medida seja um retrocesso e lembrou que, em 2009, a determinação de que apenas deputados tinham direto ao uso da cota para passagens aéreas foi feita após denúncias de uso indevido da verba. O presidente da Câmara afirmou que a concessão aos cônjuges não representará aumento de gastos em si, pois se trata apenas de uma possibilidade de uso dentro da cota parlamentar: “Eu garanto a você que 80% dos parlamentares não vão usar. Eu mesmo não vou usar. Mas estamos dando é a possibilidade daqueles que precisam usar, usem dentro de um critério rigoroso, é isso.”

Eduardo Cunha afirmou que o reajuste na verba de gabinete e cotas parlamentares e auxílio-moradia foi feito com base na inflação do período do último reajuste de cada um deles, mas serão feitos cortes de despesas na Câmara em investimentos, como, por exemplo, compra de equipamentos e contratos de informática. A verba de gabinete, por exemplo, passou de R$ 78 mil para R$ 92 mil e é usada para o pagamento do salário de funcionários do deputado. (das agências)

Frases

A CÂMARA TEM DE DAR O EXEMPLO E ABRIR MÃO DE DESPESAS COMO ESSA, QUE A DISTANCIAM AINDA MAIS DE SEUS REPRESENTADOS
 
Mara Gabrill, do PSDB/SP

É UM RETROCESSO PORQUE ISSO TINHA ACABADO EM 2009. FOI OBJETO DE UMA DISCUSSÃO E ATÉ DE UM PARECER DO SUPREMO. QUER DIZER, ISSO VAI NA CONTRAMÃO."
 
Chico Alencar, do Psol/RJ

ALERTA Ceará é o 3º do NE com mais mortes por choque

d
O Ceará contabilizou, em 2014, um total de 35 casos de mortes ocasionas por choque elétrico. O Estado é terceiro do Nordeste com maior número de óbitos envolvendo eletricidade. De acordo com dados divulgados no último levantamento da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), os acidentes com eletricidade, no ano passado, tiveram um aumento de 17,7% em relação a 2013.
No Brasil, ainda segundo a Abracopel, foram contabilizadas 627 mortes por choque elétrico só no ano passado, enquanto, em 2013, o País registrou 592 óbitos. O estudo mostra que os homens ainda são as maiores vítimas dessas ocorrências, com 560 casos contra 67 de acidentes fatais envolvendo mulheres. O Nordeste foi a região que mais apresentou casos de mortes por choque elétrico, com 42%, totalizando 266 óbitos.
O estado da região com maior número de incidências é a Bahia com 68 mortes, seguida por Pernambuco com 51. O Sudeste totalizou 20% das mortes, seguido pelo Sul com 19%, o Centro-Oeste aparece em quarto com 10%. Já o Norte foi a região com o menor índice, registrou apenas 9% dos casos.
Descargas
Os acidentes envolvendo eletricidade, que segundo os dados da instituição somam os choques elétricos aos incêndios por curtos-circuitos e também acidentes envolvendo descargas atmosféricas (raios), foram de 1.222 em 2015 (em 2014, este total foi de 1.038 acidentes).
Os acidentes por eletricidade foram 822, sendo 627 fatais. Já os curtos-circuitos totalizaram 311 casos, sendo que 295 evoluíram para incêndio resultando em 20 mortes (todas em residências).
As descargas atmosféricas também foram responsáveis por um total de 89 acidentes, sendo que 46 pessoas perderam a vida.
Outro dado que chamou atenção foi o crescente número de acidentes fatais em residências, somando, 180 mortes. Se contabilizados todos os ambientes habitáveis, além de ambientes externos de prédios residenciais, o número sobe para 214.
Mais dois fatores se mostraram preocupantes na pesquisa. Foram os 89 óbitos por uso incorreto de extensões, benjamins (o famoso T) e tomadas, além dos 45 acidentes fatais por fios condutores partidos dentro de ambientes residenciais. Em vias públicas, 12 pessoas foram a óbito.
O estudo aponta que os óbitos de crianças na faixa etária de 0 a 5 anos foram registrados 20 casos. O número sobe para 34 quando trata-se de crianças até 10 anos.
Já na faixa etária de 15 anos, o índice aumenta ainda mais, 69 mortes. Somando os adolescentes entre 16 e 20 anos, foram 107 óbitos por acidentes elétricos. Ainda segundo a pesquisa, os adultos que mais perdem a vida nesses acidentes têm idade entre 21 e 40 anos, com um total de 325 mortes.
O diretor executivo da Abracopel, Edson Martinho, aponta como os grandes problemas para os crescentes números o maior acesso, por parte da população, a energia e aos equipamentos eletrônicos e a falta de conscientização das pessoas.
Incêndios
Os acidentes envolvendo sobrecargas de energias que evoluem para curtos-circuitos e incêndios tiveram um grande aumento em 2014, de acordo com os dados da Abracopel. A região Sudeste destacou-se com 39% das ocorrências, seguida pelo Nordeste com 23%; o Sul aparece em quarto lugar nas ocorrências com 14%; o Centro-Oeste apresentou 13% nas incidências e o Norte apenas 11%.
Ainda segundo a pesquisa, do total de 295 incêndios originados por curtos-circuitos, 136 ocorreram em ambientes residenciais, 118 ocorreram em residências unifamiliares (casas). Nestes acidentes, 20 pessoas perderam suas vidas.

Polícia prende suspeito de latrocínio contra aposentada

Image-0-Artigo-1802426-1
A aposentada Maria das Graças Nina, 66, foi achada morta em um matagal no município de Itaitinga. O suspeito do crime teria sacado dinheiro da vítima
Polícia Civil do Estado do Ceará prendeu na tarde deste sábado (28), no município deCaucaia, um homem suspeito de ter participado na morte de Maria das Graças Martins Nina. O corpo dela foi encontrado no sábado (21) passado em Itaitinga. O homem de 44 anos confessou o crime.

De acordo com a Delegada Socorro Portela, o homem identificado por Júlio César Bezerra de Carvalho, de 44 anos, foi preso no BairroTabapuá. A prisão ocorreu durante uma operação da Polícia Civil, comandada pela delegada. Aos policiais, ele confirmou que namorava com Maria das Graças e confessou o crime.
A ação criminosa

Maria das Graças Nina, 66, residia em Messejana e teria conhecido o suspeito em um evento
 no Mercado dos Pinhões, em Fortaleza. Na última sexta-feira (20), Maria das Graças saiu para um encontro e não voltou para casa. A irmã da aposentada passou a questionar a ausência dela e tentou contato por telefone.
Devido a ausência de notícias, a irmã da vítima resolveu procurá-la em vários locais como hospitais e o necrotério. Por volta das 10 horas do último sábado, ela foi até a sede da Perícia Forense (Pefoce), onde reconheceu a familiar.
A Polícia ainda realiza algumas diligências. Detalhes de toda a investigação serão divulgadas na segunda feira  (02) em coletiva

Prêmio da Mega Sena fica acumulado


Mega SenaNinguém acertou o prêmio principal do concurso 1682 da Mega Sena, de acordo com a Caixa Econômica Federal. O sorteio aconteceu neste sábado (28), em Ibirubá (RS). Confira as dezenas: 07 - 13 - 35 - 37 - 39 - 51. A estimativa do valor para o próximo concurso é de R$ 7 milhões Já a quina saiu para 201 apostadores, que levarão R$ 8.894,93 cada um. Outras 8.761 apostas fizeram a quadra, que pagará R$ 291,53 individuais.
 
Um apostador de Belo Horizonte acertou as dezenas do concurso 3726 da Quina e levará o prêmio de R$ 8.606.629,13. Confira as dezenas: 12 - 50 - 59 - 73 - 80. Outras 116 apostas fizeram a quadra e levarão R$ 9.627,28 cada uma. Já o terno saiu para 8.690 apostadores, que ganharão R$ 183,58 individuais.
 
A Caixa também realizou neste sábado o sorteio do concurso 04949 da Loteria Federal. Confira os números:
 
Prêmio - Bilhete - Valor do Prêmio (R$)
1º - 18147 - 500.000
2º - 44606 - 35.200
3º - 93343 - 34.000
4º - 25908 - 33.080
5º - 55696 - 32.000

Carlos Matos e o preço do Acquário

carlos matos
O líder do PMDB, deputado Audic Mota, está conversando com o deputado tucano Carlos Matos sobre o preço da obra do Acquário Ceará.
O deputado Carlos Matos(PSDB), disse na tribuna da Assembleia que na cidade do Rio de Janeiro está sendo construído o “maior Acquário da América Latina e vai custar R$ 80 milhões e toda a obra será paga por empresários do segmento do turismo”.
Audic pensa em propor uma visita guiada de um grupo de parlamentares ao Acquário do Rio de Janeiro.
O Acquário Ceará está na mídia como uma obra sem ser licitada e com custo final sem previsão, podendo o preço final atingir R$ 600 milhões.

sábado, 28 de fevereiro de 2015

EM CHAVAL PODER EXECUTIVO, ENVIA PROJETO PARA CÂMARA A FIM DE ALUGAR PARA PARTICULARES MAQUINAS DO PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO PAC 02.

O projeto de lei nº 015/2014 foi protocolado na camará municipal de Chaval em 21/11/2014, e tem como fins locar para particulares as maquinas adquiridas através do programa de aceleração do crescimento PAC 02, bem como as maquinas e equipamentos adquiridos com recurso próprio,  fato é que além de ser inconstitucional é imoral é ilegal,  e caberiam outros inúmeros adjetivos, uma vez que viola os princípios da administração publica, inseridos no   Art. 37. Da constituição federal, além de que o fim a ser alcançado neste projeto de lei esta vedado pela constituição federal e pelo código penal, sem prejuízo da legislação extravagante, fato é que este projeto tem 80% de chance de ser aprovado uma vez que a situação, a atual administração do município de Chaval, conta com 7 sete vereadores em quanto que a oposição apenas 2 dois, preocupados com a situação os vereadores de oposição ameaçam procurar o ministério publico estadual e federal, uma vez que o projeto de lei prejudicará toda a população chavalense,  e desvirtuará a função principal desses equipamentos, no dia 23 de abril de 2014, o ministério do desenvolvimento agrário baixou uma portaria regulamentando o uso desses equipamentos, por parte dos municípios, onde fica claramente demonstrado que a locação é vedada para particulares, portanto caso venha a ser aprovado o presente projeto, poderá ser anulado uma vez que está lesando o erário.








Secretário de C&T do Ceará conhece tecnologias e serviços da Embrapa Caprinos e Ovinos

Adilson Nóbrega - Secretário conhece uso de equipamento Fnirs
Secretário conhece uso de equipamento Fnirs
O secretário de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará, Inácio Arruda, visitou nesta terça-feira (24) a sede da Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral-CE), para conhecer resultados de pesquisa e ações de desenvolvimento voltadas para a pecuária no estado. Inácio demonstrou interesse em tecnologias desenvolvidas pela empresa, em especial na recuperação de áreas degradadas, no tratamento de resíduos da produção animal e na prestação de serviços aos produtores rurais.
 
"Nós poderemos ampliar parcerias para contribuir na captação de recursos em áreas que a Embrapa considerar mais importantes. Os produtos da caprinocultura e da ovinocultura têm grande mercado no país inteiro, um filão imenso em que vemos muitas oportunidades", destacou o secretário, que também mencionou a possibilidade de intensificar trabalhos de inovação tecnológica, envolvendo diretamente criadores no estado. "A Embrapa tem sucesso por sua capacidade de integrar os produtores no processo de inovação e alavancar negócios", afirmou ele.
 
A apresentação da Embrapa Caprinos e Ovinos foi conduzida pelo chefe-geral da Unidade, Evandro Holanda, e por integrantes das equipes de Pesquisa & Desenvolvimento e de Transferência de Tecnologia, com destaque para as inovações em produção animal no semiárido. O secretário conheceu laboratórios do Núcleo de Bioeficiência para Produção Animal na Caatinga e Semiárido, que integra pesquisas em nutrição animal, solos, forragicultura, respirometria e eficiência alimentar dos animais. Lá, viu o uso do equipamento de Fnirs (espectroscopia de infravermelho próximo) para observação de fezes de animais, com objetivo de avaliar a alimentação de rebanhos e fornecer informações a técnicos e produtores que ajudem na composição de dietas para os animais, no formato de um futuro serviço de assessoria nutricional. 
 
Inácio Arruda também ressaltou o interesse na pesquisa, em andamento, de recuperação de áreas degradadas, conduzida pela Embrapa Caprinos e Ovinos em Irauçuba - um dos municípios cearenses mais atingidos pelo processo de desertificação - e na tecnologia para compostagem para caprinos e ovinos. Esta última possibilita que carcaças e despojos de animais mortos sejam aproveitados como insumos para produção de compostos que melhorem a fertilidade de solos. Para o secretário, essas temáticas são de grande relevância para o estado e podem ser objeto da articulação de novas parcerias entre os governos federal, estadual e outros atores.
 
No encontro, foram discutidas ainda oportunidades para ações futuras de capacitação e prestação de serviços da Embrapa voltadas para o setor produtivo cearense. "Temos contribuído para a interiorização da pesquisa no estado, por meio da parceria com a Universidade Estadual Vale do Acaraú para o mestrado em Zootecnia, com a atração de pesquisadores e bolsas de produtividade científica", destacou o chefe-geral Evandro Holanda. Ao fim da visita, Inácio conheceu a estrutura do Núcleo de Treinamento e Capacitação, que recebe estudantes de ensino médio de escolas profissionalizantes para estágios na Embrapa.
 
Adilson Nóbrega (Mtb/CE 01269JP)
Embrapa Caprinos e Ovinos

Telefone: (88) 3112.7413

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

VOLUME DE ÁGUA DO AÇUDE ITAÚNA VOLTA A CRESCER COM AS CHUVAS

A preocupação dos Barroquinhenses coma falta de água, desde 2010 nós não temos um bom inverno, fator este que contribui diretamente para a baixa nos reservatórios hídricos, para seca e a falta de água, o município de Barroquinha hoje com mais de 16.000. Dezesseis mil habitantes, dividido em zona urbana e rural, sofre constantemente com a falta de água, se na zona urbana apenas para consumo humano, já na zona rural além desta, há também para a produção agrícola, o que faz com que os produtores tenham perdas significativas na produção, bem como nos rebanhos, bovino, caprino, ovino, etc. fato é que com a chegada das chuvas o maior reservatório hídrico da região tem aumentado em medias proporções o seu volume de água, o açude Itaúna que foi construído sobre o leito do riacho Timonha no município de Chaval. Foi concluído em 2001 pela Secretaria de Recursos Hídricos do Estado do Ceará. Sua capacidade é de 77.500.000 m³, desde que começaram as chuvas, no mês de fevereiro de 2015, o açude começou recuperar-se, até então apresentava apenas 25% de sua capacidade armazenamento, já com as chuvas do mês de fevereiro o reservatório aumentou e muito sua capacidade hídrica, diminuindo assim a preocupação da população, no que concerne a falta de água, hoje é o ultimo dia do mês de fevereiro, até então, o mês mas chuvoso do ano, agora só nos resta torcer para que o mês de março também continue assim.

Começam a valer novas regras para seguro-desemprego

Regras tornam mais rígidas as condições para o seguro-desemprego
O Governo apresentou ontem, por meio do Ministério do Trabalho, um manual com informações sobre as novas regras do seguro-desemprego e do abono salarial. A partir de agora, o trabalhador terá que comprovar vínculo com o empregador pelo menos por 18 meses nos 24 meses anteriores à primeira vez em que requerer o seguro-desemprego. 

Na segunda solicitação do benefício, ele terá de ter trabalhado por 12 meses nos 16 meses anteriores. A partir do terceiro pedido, a carência voltará a ser de seis meses. As alterações no seguro-desemprego foram anunciadas em dezembro do ano passado e começam a valer para quem for demitido a partir de hoje.

Segundo o ministério, o manual tem o intuito de esclarecer de maneira didática e prática as eventuais dúvidas dos trabalhadores e empregadores, por meio de perguntas e respostas

“Quem sofreu desemprego antes de 28 de fevereiro de 2015, será regido pela legislação anterior, segundo a qual é necessário ter recebido salário relativo a cada um dos seis meses anteriores à data da dispensa, tendo direito, nesse caso, ao benefício”, informa a cartilha.

O manual também informa que a comprovação do recebimento dos salários de forma ininterrupta não será necessária para a primeira e a segunda solicitações. “Essa exigência somente é necessária para a terceira solicitação e para as posteriores, nas quais é necessário comprovar os seis salários recebidos em cada um dos últimos seis meses anteriores à data da dispensa”, diz o documento.

Por isso, o trabalhador poderá usar outros vínculos empregatícios que estejam dentro do período dos últimos 36 meses, contados da data da dispensa atual, como referência para aumentar o número de parcelas.

A cartilha também apresenta informações sobre as mudanças na concessão do abono salarial. Segundo a publicação, “para o calendário que se inicia este ano, como o ano-base é 2014, as regras que valerão serão as que estavam em vigor anteriormente”. As novas regras “serão exigidas para o calendário de pagamento que tem início em julho de 2016 e que tem como ano-base o ano de 2015”. (das agências)

Policlínica é inaugurada no Pecém

A Policlínica Pecém tem um investimento superior a R$ 6 milhões, incluindo os custos com a obra e com os equipamentos. A unidade foi inaugurada ontem em Pecém, distrito de São Gonçalo. A participação é de 60% da Unimed Ceará e o restante da Unimed Nordeste Ceará.

O atendimento será feito inicialmente particular ou por meio do convênio Unimed. No entanto, o presidente da Unimed Ceará, Darival Bringel, disse estar aberto para discutir uma parceria com o poder público para viabilizar o atendimento à população em geral. Ele explicou que podem haver conversas posteriores com a prefeitura de São Gonçalo ou com o Governo do Estado.

A área que abriga a Policlínica contava com um pronto atendimento que existia há 10 anos, de acordo com Francisco Júnior Barroso Bastos, presidente da Unimed Nordeste do Ceará. No início do ano passado, foi montada a primeira fase do projeto, que contempla recepção, cinco consultórios e sala de observação. A Policlínica é fruto da segunda fase de expansão. A área construída é de 1850 m², enquanto o terreno total é de 3750 m².

Tarifa será reajustada em 10,30% a partir de segunda-feira

Resultado de imagem para ANEEL
A tarifa de energia ficará mais cara 10,30% a partir da próxima segunda-feira. O aumento foi aprovado ontem pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) dentro do processo de revisão tarifária concedido a 58 concessionárias em todo país. O aumento médio de 23,4%.
Os maiores reajustes serão para as distribuidoras AES Sul (39,5%), Bragantina (38,5%), Uhenpal (36,8%) e Copel (36,4%). Os mais baixos serão aplicados para as distribuidoras Celpe (2,2%) e Cosern (2,8%).

Os impactos da revisão serão diferentes conforme a região da distribuidora. Para as concessionárias das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o impacto médio será de 28,7% e, para as distribuidoras que atuam nas regiões Norte e Nordeste, de 5,5%. A diferença ocorre principalmente por causa do orçamento da CDE e da compra de energia proveniente de Itaipu.

Também começam a valer na semana que vem os novos valores para as bandeiras tarifárias. Além da revisão extraordinária, as distribuidoras passarão neste ano pelos reajustes anuais, que variam de acordo com a data de aniversário da concessão.

Segundo a Aneel, a revisão leva em consideração diversos fatores, como o orçamento da CDE deste ano, o aumento dos custos com a compra de energia da Usina de Itaipu - por causa da falta de chuvas -, o resultado do último leilão de ajuste – que aumentou a exposição das distribuidoras ao mercado livre – e o ingresso de novas cotas de energia hidrelétrica.

No caso da Coelce, a Aneel já havia autorizado au aumento de 19,5% na conta de luz dos clientes residenciais e 44,12% para os de alta tensão - principalmente indústrias. A aplicação acontecerá a partir de 22 de abril, com efeitos na fatura de maio.
 
Equilíbrio
A revisão extraordinária está prevista nos contratos de concessão das distribuidoras e permite que a Aneel revise as tarifas para manter o equilíbrio econômico e financeiro do contrato, quando forem registradas alterações significativas nos custos da distribuidora, como, por exemplo, modificações de tarifas de compra de energia, encargos setoriais e de uso das redes elétricas. 

A Aneel também aprovou ontem o orçamento da CDE para este ano, que prevê repasse de R$ 22 bilhões para a conta dos consumidores de energia. (Agência Brasil)

O reajuste

- Sul, Sudeste e Centro-Oeste: aumento porcentual médio de 28,7%
- Norte e Nordeste: aumento médio será de 5,5% 
- no Ceará:: 10,30%, para os consumidores da Coelce

Bandeiras tarifárias 

Bandeira Vermelha acréscimo passa para R$ 5,50

Bandeira Amarela acréscimo sobe para R$ 2,50

Bandeira Verde Mantém a tarifa inalterada
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...